segunda-feira, 29 de março de 2010

Doces potinhos

Uma excelente idéia para aniversário de meninos ou meninas. Essa lembrancinha também pode ser utilizada para enfeitar a mesa do bolo ou mesa de guloseimas.

jardim11 - jardim11

Material:

Organza 35 cm rosáceo na cor azul/vermelha/rosa da Regalo´s
Aplique do personagem da festa ou botão decorado
Copo plástico para mousse
Pistola de cola quente
Bola de isopor - 50mm
Arame floral número 25
Papel alumínio
Palitos de churrasco e palitos de dente
Linha de overloque
Alicate
Jujubas e bala ou confeito de sua preferência
Tesoura e estilite
Caneta

jardim1 - jardim1

Corte a bola de isopor ao meio com um estilete. Forre a metade da bola com papel alumínio.
jardim2 - jardim2

Usando o alicate, corte os palitos de dente em pedaços de 2 cm. Espete o palitinho na parte maior da jujuba
jardim3 - jardim3

Espete os paitos na bola até forrar toda a superfície.
jardim4 - jardim4

Pegue o palito de churrasco e espete na parte de baixo da bola de isopor.
jardim5 - jardim5

Preencha o copo com a bala de sua preferência ou coloque confeitos de chocolate.
jardim6 - jardim6

Coloque uma organza sobre a outra e centralize o copo. Junte as pontas para franzir e amarre com linha de overlque.
jardim7 - jardim7

Pela abertura da organza coloque o palito de churrasco, já com a bola enfeitada com as jujubas, até o fundo do copo e corte o excesso.
jardim8 - jardim8

Enrole o arame floral em uma caneta para fazer o espiral.
jardim9 - jardim9

Cole o aplique ou o botão na ponta do espiral com cola quente.
jardim10 - jardim10

Insira a outra ponta do arame na bola de isopor.
jardim11 - jardim11

Pronto. Agora é só curtir a festa e ver a carinha de alegria da criançada!

Fonte: http://blog.regalos.com.br

Como cuidar do umbigo do bebê

Por que os bebês ficam com o coto do cordão umbilical?


O cordão umbilical ligava o bebê à placenta dentro do útero, e era o responsável pelo transporte dos nutrientes e do oxigênio necessários à sobrevivência dele. Quando o bebê nasce, o cordão umbilical é cortado, num procedimento indolor, e um pedacinho (o coto) de 2 a 3 centímetros fica ligado à barriga do recém-nascido. Há lugares em que o cordão é cortado imediatamente depois do nascimento, ou então é possível esperar até que ele tenha parado de pulsar. Com isso, há mais tempo para o sangue da placenta ir para o bebê, num procedimento considerado mais natural e fisiológico no terceiro estágio do trabalho de parto.


Quanto tempo o cordão vai demorar para cair?

Entre 5 e 15 dias depois do nascimento, o coto umbilical vai secar, ficar preto e cair. No lugar dele fica uma pequena ferida, que leva alguns dias para cicatrizar.

O umbigo precisa de algum cuidado especial?


Ele tem de ser mantido limpo e seco para evitar infecções. Bactérias que vivem naturalmente em nossa pele podem provocar infecções no coto. Em regiões sem condições de higiene, a contaminação do coto umbilical pode levar ao tétano, uma infecção muito perigosa para recém-nascidos.

Os médicos costumam orientar as mães a passar um cotonete com álcool a 70% (vendido nas farmácias) no coto em todas as trocas de fralda e deixá-lo secar naturalmente.

Lave sempre as mãos antes de cuidar do umbigo. Também lave as mãos antes e depois da troca de fralda. Evite que o coto fique sujo de cocô ou xixi. Se isso acontecer, limpe-o bem com água e sabão ou só com água. Como o cocô do bebê é gorduroso, é melhor usar sabonete para eliminá-lo. Depois aplique o álcool.

Em alguns países, não se dá banho no recém-nascido enquanto o coto não cai, mas no Brasil os especialistas indicam o banho desde o primeiro dia de vida.

Depois que o coto cai, demora ainda entre sete e 10 dias para o umbigo cicatrizar completamente. Pode ser que apareça um pouquinho de sangue na fralda, o que é normal. Às vezes, o umbigo leva mais tempo para cicatrizar, e pode aparecer uma carne esponjosa no local. Desde que não haja mau cheiro ou sinal de infecção, não há razão para se preocupar, esse tecido logo vai desaparecer. Se ele continuar sangrando, fale com o pediatra, porque ele pode cauterizar o local com nitrato de prata. Continue limpando a região com álcool a 70% e não coloque nada para "deixar o umbigo bonitinho". Se estiver preocupada com a aparência do umbigo, converse com o médico.

Existem estudos que mostram que simplesmente manter o coto limpo, sem usar nem álcool, já é suficiente, e que o uso de anti-sépticos pode fazer com que o cordão demore um pouco mais para cair (o que não é problema, apenas causa ansiedade nos pais). Siga a orientação do seu médico.

Quais são os sinais de que há infecção?


Procure o médico se:

• O bebê tiver febre, ficar letárgico (parado demais), começar a mamar pouco ou parecer não estar bem.

• O umbigo e a área em torno dele estiverem inchados ou vermelhos.

• O coto umbilical ficar inchado ou com mau cheiro muito pronunciado (um pouco de cheiro menos agradável é normal).

É normal que o coto tenha algum tipo de secreção, até parecida com pus, e isso não significa que ele esteja infeccionado. Se você estiver preocupada com a aparência ou com o cheiro do coto, peça para o médico dar uma olhada.

Fonte: baby center

sexta-feira, 26 de março de 2010

Gestantes x vacinação contra gripe suína

Gestantes que optarem por tomar a vacina na rede privada devem tomar cuidado. Veja porquê


Thais Lazzeri


Shutterstock

As grávidas que decidirem tomar a vacina contra a gripe suína (H1N1) na rede privada, que deve conter na mesma dose a proteção contra a gripe comum, devem ficar atentas. A vacina não pode ter adjuvante, uma substância que potencializa a resposta contra o vírus, que é contraindicada para gestantes.

Essa é uma informação técnica, que vem na embalagem do produto. Os profissionais da rede pública estão recebendo essa orientação “porque são as pessoas que aplicam as vacinas e precisam saber qual deve ser aplicada em cada caso”, informou a assessoria de imprensa do Ministério da Saúde. O mesmo vale para os profissionais da rede privada. Mas essa informação é importante também para a gestante, afinal, ela pode escolher se quer tomar a vacina na rede pública ou privada. As vacinas do Instituto Butantan não têm adjuvante, as da GlaxoSmithKline, têm, e a da Novartis fornece vacina com e sem.

Como a vacina ainda não chegou na rede privada, o que deve ocorrer no início de abril, o melhor é que todas as gestantes tomem a vacina no posto de saúde.


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


POR PRECAUÇÃO PEÇAM PARA LER O ROTULO DA VACINA E VEJA SE NÃO TEM ADJUVANTES.

Uso do sling sob alerta acaba em recall nos EUA e Canadá

Comissão de segurança do consumidor americana põe em xeque a segurança do acessório e alerta acaba em recall de dois modelos vendidos em grandes redes da América do Norte


Aline Ridolfi


  Reprodução/Infantino
Sling Wendy Bellissimo da Infantino

O sling, em alta nos últimos anos, é uma opção que facilita a vida da mãe, proporciona contato físico com o filho - podendo até acalmá-lo - e , até agora, era considerado seguro para crianças de 0 a 4 anos. Feito a partir da simples fórmula que combina uma faixa de tecido que se ajusta ao corpo do adulto por meio de duas argolas, essa espécie de “canguru” possibilita à criança permanecer em diversas posições e aos pais, braços e mãos livres. Mas a segurança do produto foi colocada em xeque. Esta semana, a U.S. Consumer Product Safety Commission (CPSC), uma comissão americana especializada em segurança de produtos, obrigou a empresa Infantino a chamar dois modelos para recall nos Estados Unidos e no Canadá: o SlingRider e o Wendy Bellissimo, chamados estilos baby bags. Eles não são comercializados em lojas no Brasil. Na semana passada, essa mesma comissão já tinha divulgado um alerta que explicava a importância correta utilização do sling – independente do modelo utilizado - e de ser usado a partir de quatro meses do bebê.

  Reprodução/Infantino
Os modelos SlingRider e Wendy Bellissimo, da Infantino, que sofreram recall

A CPSC afirma que, no último ano, cerca de três bebês, todos abaixo dos quatro meses de vida, tiveram a morte associada ao modo ao qual foram carregados dentro do sling. Com esses dados, a comissão contabiliza 14 mortes nos últimos 20 anos. Isso deixa claro que os casos são raros, mas que é preciso ter cuidado. Para garantir a segurança de mães e filhos, eles recomendam então que o acessório seja usado a partir dos quatro meses de idade, ou, caso os pais desejem utilizar o produto antes deste período, atentem para que o cuidado seja redobrado. Outra dica é que você sempre possa ver a cabeça e o rosto de seu bebê.

Reprodução/CPSC
Para carregar o seu bebê com segurança no sling, o rosto dele deve estar sempre visível, com nariz e boca livres (figura 1)



De acordo com Alessandro Danesi, pediatra do Hospital Sírio Libanês (SP), não existem estudos específicos a respeito do uso e dos possíveis riscos que o sling oferece. “Costumo recomendar o uso do sling depois dos primeiros três meses porque aó o tônus muscular do pescoço já está melhor. Bebês fixam cabeça e pernas ao redor dos três meses de idade”, afirma. É exatamente esse o argumento usado pela comissão, que atribui as mortes por sufocamento pela dificuldade de crianças muito pequenas em manter o controle do pescoço quando inclinam a cabeça para baixo, dentro do sling, e pela falta de atenção dos pais que as carregavam. A CPSC também não recomenda o uso para crianças que estejam doentes, fracas, abaixo do peso ou que tenham algum tipo de limitação física.

A Infantino, através do seu site, reforça que o alerta havia sido dado para todos os tipos de carregadores sling, e aceita o novo comunicado, pedindo o recall de dois de seus modelos. Eles prometem a troca imediata dos produtos vendidos oficialmente nos Estados Unidos e Canadá. “A Infantino tem trabalhado juntamente com a CPSC e outras agências internacionais para desenvolver padrões de segurança para os slings, assegurando que estes produtos são seguros e que possam ser usados de forma segura também. Continuaremos a cooperar com a CPSC para que todos os tipos de slings sejam investigados”, declaram. Se você adquiriu esse produto por um site, entre em contato com o importador.

Vários modelos de carregadores

Apesar de serem todos chamados de sling, existem algumas variações de modelos, cada um exigindo dos pais uma atenção especial.

Slings com anéis, que são ajustáveis de acordo com o corpo da pessoa que está carregando o bebê, são considerados mais seguros por alguns, mas exigem que sejam de uma marca de confiança. O peso do bebê estará todo apoiado no tecido e, principalmente, na argola que sustenta e amarra esse tecido, então é recomendado que não sejam feitos em casa, e com materiais 100% seguros.

Com os chamados baby bags, que lembram uma cesta, e que são, justamente os modelos pedidos no recall, é necessário atenção redobrada com a ventilação do bebê, pois seu rosto pode acabar encoberto, afinal, ele não é tão anatômico quando o anterior.

Existem slings feitos sob medida que são feitos de pano, porém não levam a argola. Além de assegurar que ele foi feito por uma empresa responsável e de confiança, lembre-se de checar as costuras e nunca se esqueça de que o sling, qualquer que seja o modelo, nunca deve ficar abaixo ou até mesmo na linha do quadril.


http://revistacrescer.globo.com/Revista/Crescer/0,,EMI127064-10587,00-USO+DO+SLING+SOB+ALERTA+ACABA+EM+RECALL+NOS+EUA+E+CANADA.html



Mais sobre sling? WWW.SLINGSEGURO.WORDPRESS.COM

quarta-feira, 24 de março de 2010

Amamentação

Achei esse site muito bom, falando tudo sobre a amamentação.




Durante a gravidez, como posso preparar-me para amamentar ?

A melhor forma de se preparar para amamentar é ler e aprender, o mais que puder, sobre amamentação.
É provável que vá encontrar informação muito contraditória sobre aleitamento materno e que se vá sentir confusa por causa disso.
É muito importante que obtenha informação completa e actualizada sobre este tema visto que existem muitos mitos e práticas erradas (até mesmo por alguns profissionais de saúde) em matéria de aleitamento materno.
A OMS (Organização Mundial de Saúde) e a UNICEF, são organizações de referência para a defesa de uma boa saúde e dos direitos das crianças, e fornecem recomendações muito importantes sobre o que é necessário para amamentar com sucesso.
É particularmente importante aprender a posicionar correctamente o bebé ao peito e a fazer com que ele “agarre” correctamente a mama.
Na nossa página de Livros Recomendados, encontrará boas sugestões de leitura sobre aleitamento materno.
Na página de hiperligações encontrará vários sites que a podem ajudar.

Início da Página

Durante a gravidez, a preparação dos mamilos para amamentar é importante ?

As manobras para modelar os mamilos, a aplicação de diversos tipos de cremes, a expressão de colostro durante a gravidez e a fricção dos mamilos não são eficazes como forma de preparação para amamentação e não evitam o aparecimento de problemas tais como a formação de gretas ou mamilos dolorosos.
A aplicação de álcool ou a lavagem dos mamilos com sabonete (ou gel duche, ou outro agente detergente) aumenta a incidência de problemas tais como mamilos dolorosos.
Recomendamos, por isso, que os mamilos sejam lavados apenas com água.

Início da Página

Posso não ter leite suficiente para o meu bebé ?

A imensa maioria das mulheres pode produzir leite suficiente para os seus filhos.
A causa principal que leva as mulheres a pensar que não têm leite suficiente é falta de informação, falta de apoio e de conhecimentos técnicos.
Quando o bebé mama ao peito, estimula as terminações nervosas que farão com que a sua mãe produza muito leite. Quanto mais o bebé mama, mais leite a mãe produz.
Por isso, as mães que têm gémeos conseguem produzir leite suficiente para dois bebés.

Início da Página

E se o meu leite for fraco?

Não existe leite fraco!
Se alguém lhe falar de "leite fraco" é porque está mal informado sobre aleitamento materno.
O leite humano tem um aspecto mais aguado do que o leite de vaca porque o leite de cada espécie de animal é quimicamente adequado para as respectivas crias (por exemplo, o leite de vaca é quimicamente ideal para alimentar bezerros, e não é adequado ao bebé humano).

Início da Página

De quanto em quanto tempo devo dar o peito ao meu bebé?

Depende do bebé: há bebés que têm necessidade de mamar frequentemente e durante muito tempo e outros que mamam mais espaçadamente e fazem mamadas mais curtas. Cada bebé tem a sua maneira pessoal de alimentar-se e sentir-se confortado.
Deixe o seu bebé mamar em regime livre, isto é, sempre que ele pedir (sempre que a si lhe pareça que ele quer mamar).
Um bebé pode desejar mamar passados 15 minutos de ter terminado uma mamada, ou pode passar 4 horas sem pedir o peito.
Contudo, deve certificar-se que o bebé está a mamar leite suficiente ou seja, ele deve mamar pelo menos 8 a 12 vezes, em cada 24 horas.
Quando o seu bebé tem fome ele pode fazer algum destes gestos:

encostar o nariz ao seu peito

fazer movimentos da boca em busca do mamilo

fazer movimentos de sucção

pôr as mãos na boca

chorar

Nas primeiras 3 semanas de vida, o intervalo entre cada mamada não deve ser superior a 3 a 4 horas (o tempo é contado desde o início de uma mamada até ao início da seguinte).
Se for necessário, você terá que despertar o seu bebé para que ele mame (durante essas primeiras semanas).
Alguns recém-nascidos são dorminhocos e difíceis de acordar. Verifique a temperatura ambiente (o excesso de calor provoca sonolência) e o vestuário do seu bebé. Estará demasiado agasalhado?

Início da Página

Quanto tempo deve durar cada mamada?

O tempo que cada bebé necessita para completar uma mamada, varia de bebé para bebé e de mãe para mãe.
Varia de mamada para mamada e depende muito da idade do bebé. Um recém-nascido demora bastante mais tempo em cada mamada do que um bebé de 6 meses.
Além disso, a composição do leite é diferente no início e no final da mamada, e também é diferente nos primeiros dias de vida ou quando o bebé tem 6 meses.
O leite do início da mamada é mais aguado e contém a maior parte das proteínas e açúcares. O leite do final da mamada é menos abundante mas tem mais calorias (é rico em gordura e vitaminas lipossolúveis).
O tempo que o bebé demora em cada refeição é muito variável e não há que estabelecer regras fixas.
O bebé é o único que sabe quando é que "já chega", quando é que ficou satisfeito e para isso é importante que tenha tomado suficiente leite do final da mamada (aquele que é rico em gordura).
O ideal é que a mamada dure até que seja o bebé quem se solta espontaneamente do peito.
Os bebés amamentados regulam-se a si mesmos: mamam o que necessitam em cada refeição.

É importante referir que não são as mamadas longas ou muito frequentes que provocam gretas nos mamilos, mas sim a posição incorrecta do bebé á mama e a forma errada de ele "agarrar" o mamilo.

Início da Página

Em cada mamada, deve mamar nos dois peitos ou apenas em um?

A composição do leite é diferente no início e no final da mamada.
O leite do início da mamada é mais aguado e contém a maior parte das proteínas e açúcares. Este leite inicial serve para saciar a sede do bebé.
Á medida que mama, o leite vai-se tornando progressivamente mais rico em gordura. O leite do final da mamada é rico em gordura e por isso tem mais calorias ("engorda" mais do que o leite inicial).
O bebé necessita tanto do leite inicial como do leite final.
Por esta razão, é importante deixar que o bebé mame completamente do primeiro peito antes de oferecer-lhe o segundo.
Espere até que o bebé se solte espontaneamente da mama.
Só depois deve oferecer o outro peito. Algumas vezes pode aceitá-lo, outras vezes já estará saciado e não quererá mais.

Na mamada seguinte, deve começar por oferecer ao bebé a mama que ficou mais cheia (aquela que antes tinha oferecido em segundo lugar e na qual o bebé mamou menos tempo).

Início da Página

Não estará a fazer do meu peito uma chupeta?

Esta comparação é ridícula.
As mulheres amamentam os seus filhos desde há milhares de anos e as chupetas inventaram-se há cerca de cem anos.
A mãe não é uma chupeta humana. A chupeta é que é uma fraca imitação do peito da mãe, uma mãe de borracha.
Quando um bebé procura consolação, o peito da mãe dá-lhe leite, amor e calor. O contacto físico com o corpo da mãe acalma o bebé.
Pelo contrário, as chupetas não têm esta capacidade e podem mesmo distrair um bebé que esteja a pedir alimento.

Mais uma vez, é importante referir que não são as mamadas longas ou muito frequentes que provocam gretas nos mamilos, mas sim a posição incorrecta do bebé á mama e a forma errada de ele "agarrar" o mamilo.

Início da Página

O meu filho já fazia intervalos de três horas entre cada mamada,
mas hoje está a querer mamar a toda a hora.
Será que o meu leite ficou fraco?

Não existe leite fraco.
O que acontece é que os bebés passam por períodos de crescimento mais rápido, as chamadas "crises de crescimento".
Nestas fases, o bebé quer mamar mais frequentemente e estas mamadas frequentes vão fazer aumentar a produção do leite materno.
Quando o bebé mama ao peito, estimula as terminações nervosas que farão com que a sua mãe produza muito leite. Quanto mais o bebé mama, mais leite a mãe produz.
Ao fim de 2 ou 3 dias a quantidade de leite produzida pela mãe aumentou consideravelmente e agora é suficiente para que o bebé volte novamente a fazer intervalos maiores entre as mamadas.


Até quando devo amamentar o meu bebé?

Você deve amamentar até quando você e seu bebé desejarem.
Não há duas mães iguais nem dois bebés iguais.
Os benefícios da amamentação, quer para a mãe quer para o bebé, continuam enquanto esta durar.

Como referência, veja neste site a página com as recomendações da Organização Mundial de Saúde.

O meu filho já fez dois anos e continua a querer mamar.
Tenho ouvido alguns comentários negativos a esse respeito
porque ele já é "crescido". Devo desmamá-lo?

Cada criança é diferente no seu crescimento e no seu carácter.
A idade em que os bebés têm o seu primeiro dente, a idade em que aprendem a andar sem apoio, a idade em que deixam de usar fraldas, varia muito de criança para criança.
O mesmo se passa com a idade em que uma criança está preparada para abandonar a amamentação.

Existem muitas razões para que uma criança necessite de ser amamentada durante mais tempo do que outra.
Algumas crianças podem ter uma forte necessidade de sucção.
Outras podem ter uma grande necessidade de proximidade e contacto físico.
O ideal é que a criança possa crescer ao seu próprio ritmo e que ela desista da amamentação quando estiver pronta para isso.

Algumas mães são pressionadas por outras pessoas para desmamar os seus filhos.
Críticas, comentários e opiniões negativas são frequentes, sobretudo quando a criança amamentada já é “crescida”.
Quanto mais próxima é a relação da mãe com a pessoa que a pressiona,
mais difícil é lidar com as críticas.
A mãe deve basear a sua decisão nas suas próprias necessidades,
nas necessidades do seu bebé e não nas expectativas de outras pessoas.

Estudos de antropologia, demonstram que em sociedades não ocidentais, onde não existe pressão social para desmamar as crianças, é habitual a amamentação continuar até aos 3 e 4 anos de idade.

A mãe deve usar a sua intuição como guia, em vez das instruções de outras mães, já que não há duas mães iguais nem duas crianças iguais.
Por isso, o desmame não deve ser imposto de fora como algo artificial, mas sim uma etapa que surge naturalmente ao longo do crescimento da criança e da sua relação com a mãe.

segunda-feira, 22 de março de 2010

Desenvolvimento do bebê mês a mês

Bebê ao nascer

Escrito para o BabyCenter Brasil
Aprovado pelo Conselho Médico do BabyCenter Brasil


Pernas e braços em posição quase fetal

Movido pela fome

Pernas e braços em posição quase fetal


O seu recém-nascido provavelmente vai parecer estar meio "encolhido", com as pernas e braços ainda não totalmente esticados. Isso é normal e ele acaba se soltando aos poucos, à medida que se acostumar a estar fora da barriga.

Não se preocupe caso as pernas dele pareçam arqueadas, porque elas se estenderão ao longo de um processo de alongamento que deve durar até os 5 ou 6 meses. Vale lembrar que bebês que estavam na posição sentada, dentro do útero, muitas vezes ficam com as pernas para cima. Não se assuste, é normal!

Ao final do mês, o bebê poderá levantar um pouco a cabeça quando estiver de bruços e também virá-la de um lado para o outro. Movimentos bruscos dão lugar a outros mais delicados com o amadurecimento do sistema nervoso e do controle muscular. Mesmo assim, os reflexos primitivos da criança, como sugar e chupar as mãos, continuam a ser os movimentos mais comuns.

Recém-nascidos estão se ajustando a um mundo novo, muito diferente do conforto e proteção do útero materno, por isso muitos bebês gostam de ser embrulhados , ou seja, ficar envoltos de forma um pouco mais firme por um cueiro ou manta, como no "charutinho" de antigamente.

Movido pela fome


Comer é a atividade mais importante da vida de seu recém-nascido, e dormir vem num segundo lugar bem próximo. A maioria dos recém-nascidos vai querer se alimentar a cada duas ou três horas. Os padrões de sono são igualmente intermitentes. Grande parte dos recém-nascidos dorme por 16, 17 horas em um período de 24 horas, mas isso costuma se dividir em blocos de cerca de oito horas.

Até o final do mês, seu bebê poderá chegar a algum tipo de regularidade na alimentação ou no sono, embora exista a chance de levar meses até que você consiga notar esse tipo de padrão.

Choro é a principal forma de comunicação


Seu filho ainda não tem o que se possa chamar de um temperamento formado ou uma personalidade definida. Isso não quer dizer, contudo, que ele não se expresse da única forma que sabe: chorando. Ele passa o tempo entre diversos estágios do sono ou entre estar tranquilo ou alerta e ativo.

Com o correr dos dias, com os estímulos que recebe, o bebê passa a organizar melhor os períodos de sono, e vai guardar períodos de sono maiores para a noite.

Após o trauma do nascimento, a criança agora tenta lidar com os constantes estímulos a que é submetida. Nesta etapa, o bebê fica calmo e sereno quando você conversa com ele ou o segura. Ele pode até emitir algum som ao ouvir sua voz e vislumbrar seu rosto.

A maioria dos bebês adora colo, carícias, beijos, massagens e voltinhas pela casa. O toque é um importante meio de comunicação entre vocês dois.

Ele só tem olhos para você


A visão do bebê ainda é bastante imprecisa. O rosto da mãe é a coisa mais interessante do mundo. Em seguida vêm os objetos de cores contrastantes, por isso é um bom momento para apresentar brinquedos em branco e preto e móbiles.

O alcance da visão aqui é de apenas cerca de 30 centímetros. Em outras palavras, o bebê consegue ver claramente o rosto de alguém que o segura, mas não muito além disso. Pesquisas mostram que os bebês preferem a face humana a qualquer outro desenho ou cor. Então, fique bem pertinho e fale com ele para que seu filho possa estudar todos os detalhes do seu rosto. Não estranhe se ele ficar "vesgo" de vez em quando. O estrabismo nesta fase só preocupa se for constante, não ocasional.

O aprendizado começa imediatamente


Você vai notar breves momentos em que seu recém-nascido está quieto, porém alerta. Essa é a hora ideal para aprender, portanto aproveite para conversar e brincar. Se, porém, você tentar interagir e ele não parecer receptivo, pode ser que esteja com sono ou já esteja em um estado mais irrequieto.

Mesmo cedo assim, os bebês conseguem reconhecer pessoas e gestos intuitivamente - às vezes chegam até a imitá-los. Para ajudar seu bebê a copiá-lo, chegue bem perto, mostre a língua ou movimente suas sobrancelhas. Repita os gestos e depois dê um tempo para que ele possa imitar você. Pode levar alguns minutos, e pode ser até que o bebê nem faça nada, mas pode ter certeza de que ele definitivamente ficou de olho no que você fez.

Como brincar com seu recém-nascido


Móbiles coloridos e livros ilustrados com desenhos de linhas bem definidas vão conquistar seu bebê rapidamente. Mas fique atenta às reações dele a estímulos e à interação. Embora seja ótimo auxiliá-lo neste começo de aprendizado sobre o mundo, alguns bebês só toleram curtos períodos de interação, e o estímulo de um dos sentidos de cada vez.

Você vai perceber os sinais de superestimulação por bocejos, pelo desvio do olhar e do rosto, pelo arqueamento das costas, com a agitação ou o choro. Ele também vai demonstrar se estiver gostando e, acredite, você vai conseguir entender esses sinais mais cedo do que imagina.

Os bebês são fascinados por seu próprio reflexo. Assim, uma maneira de entreter seu filho é colocar próximo a ele um espelho inquebrável para crianças. Ele ainda não conseguirá reconhecer a si mesmo, mas vai acompanhar o movimento no espelho por pelo menos um tempinho.

Um brinquedo com penduricalhos ou móbile por cima do bebê, com diversas formas para olhar, tocar e ouvir, permite que ele exercite a coordenação de braços, mãos e dedos, além de deixar a posição deitada um pouco menos chata. Nos primeiros meses, a criança não movimenta os braços intencionalmente para tentar alcançar objetos específicos, algo que só ocorrerá nos próximos meses, mais ou menos por volta dos 4 meses de idade.

Será que o desenvolvimento do meu filho é normal?


Lembre-se, cada bebê é de um jeito e atinge os marcos de desenvolvimento físico no seu próprio ritmo. O que apresentamos são apenas referências das etapas que seu filho tem potencial para alcançar - se não agora, em pouco tempo.

Caso seu filho tenha nascido prematuro, você provavelmente vai notar que ele leva um pouco mais de tempo para fazer as mesmas coisas que outras crianças de idade similar. Por esse motivo, os pediatras costumam dar aos prematuros duas idades: a cronológica (guiada pelo aniversário) e a corrigida (calculada como se ele tivesse nascido no dia em que a gestação completaria 40 semanas). Você deve comparar seu bebê com a idade corrigida, e não com a cronológica. E não se preocupe, a maioria dos médicos avalia o desenvolvimento do prematuro contando a partir da data que era prevista para o nascimento, e acompanha todo seu progresso levando isso em conta.

Em caso de dúvidas sobre o desenvolvimento do seu filho, converse com o pediatra.


http://brasil.babycenter.com/baby/desenvolvimento/


E você se cadastrando no site você recebe as informações no seu email.

quinta-feira, 4 de março de 2010

Mobile ou bandô

Inicialmente havia uma certeza dentro de mim que ia fazer a cortina combinando com o kit berço, mas ai me veio a idéia de procurar por mobiles de cortina, não é que encontrei um mais lindo que o outro? Fiquei bastante indecisa e estou seriamente inclinada a trocar o bandô pelo mobile com o nome do meu pequeno.

Achei um flickr com trabalhos magnifcos: www.flickr.com/photos/feitosmo/4208734238

terça-feira, 2 de março de 2010

Como cuidar de um bebê

Pra você papai ou mamãe de primeira viajem, aqui vai um guia muito importante, quissá essencial, para vocês cuidarem muito bem de seus primogênitos!!
Se você não é papai ou mamãe, pode aproveitar mesmo assim, quem sabe um dia você não tem que tomar conta de um sobrinho, neto, filho de amigo...

"Levantando o bebê"

"Amamentando o bebê"
"Testando a mamadeira do bebê"
"Alimentando o bebê"
"Verificando a fralda do bebê"
"Trocando a fralda"
"Resguardando o bebê"
"Agasalhando o bebê"
"Acordando o bebê"
"divertindo o bebê"
"Usando o cinto de segurança no bebê"
"Passeando com o bebê"
"Fazendo compras com o bebê"
"Brincando com o bebê"
"Exercitando o bebê"
"Massageando o bebê"
"Dando banho no bebê"
"Secando o bebê"
"Ajudando os dentes do bebê"
"Acalmando o bebê"
"Estimulando o bebê"
"Criando laços com o bebê"
"Fazendo o bebê sorrir"
"Animais de estimação e bebês"
"Limpando o nariz do bebê"
"Colocando o bebê pra dormir"
"Adaptando a segurança da casa para um bebê"
"Escolhendo uma babá"

segunda-feira, 1 de março de 2010

Higiene do Bebê

Os preferidos dos papais

Laurence Monneret/Getty Images



Para fazer a higiene do bebê, bom mesmo é usar água morna e algodão, dizem os pediatras. Mas há ocasiões - em viagens, por exemplo - em que os lenços umedecidos são a alternativa mais prática. "Eles devem ser usados em crianças com mais de 3 meses. Antes disso, o risco de elas desenvolverem dermatites é maior", explica o pediatra Marcelo Reibscheid, do Hospital e Maternidade São Luiz, em São Paulo. Na hora da compra, saiba o que se deve levar em conta:

1) Capacidade de hidratação
O que observar: prefira produtos que contenham lanolina em sua fórmula. A substância tem efeito emoliente, ou seja, ajuda o produto a penetrar na pele, aumentando o poder de hidratação. Aloe vera e alantoína também são funcionais. A primeira tem efeito bactericida e cicatrizante. A segunda, bastante utilizada em pomadas contra assadura, acelera a regeneração da pele

2) Rendimento
O que observar: lenços grandes e espessos são mais fáceis de manusear. Além disso, com eles evita-se o consumo de várias unidades para uma limpeza efetiva. Aparentemente mais caros, eles podem ser mais econômicos, dependendo da quantidade usada a cada troca de fralda

3) Resistência
O que observar: lenços muito finos rasgam-se com mais facilidade. Eca!

4) Preço
O que observar: em geral, não vale a pena comprar os lenços umedecidos em supermercados. Nas farmácias, os preços costumam ser menores, avaliou um estudo recente da Pro Teste


Toalete de gente pequena


O que há de novo para tornar os cuidados pessoais mais divertidos para os bebês - e, em alguns casos, mais seguros para os pais




Assento giratório para banho: com as perninhas encaixadas na cadeira, o bebê fica praticamente solto na banheira. Por ser giratório, o equipamento proporciona um banho mais animado para a criança. Ele é fixado na borda da banheira e vem com um apoio para o braço do adulto. O assento pesa 3,4 quilos
Preço: 276 reais




Fralda de transição: destinado a crianças que estão migrando para o peniquinho, o modelo Pull-Ups, da Huggies, vem com desenhos, como estrelinhas, que somem quando a fralda fica molhada. É um estímulo para não fazer xixi nela.
Preço: 15 reais (pacote com doze unidades)




Cortador de unhas com lupa: aumenta em até cinco vezes as unhas do bebê, o que ajuda a evitar acidentes. O cabo com desenho anatômico acomoda os dedos, o que torna o manuseio mais seguro e preciso
Preço: 15 reais




Pintura no banho: indicado para crianças a partir de 2 anos, o produto garante a distração na banheira ou no chuveiro. São cinco tintas que podem ser usadas para pintar o próprio corpo. Segundo o fabricante, elas não fazem mal à pele - nem mancham os azulejos. A bagunça é eliminada no próprio banho. Vem com uma esponja em formato de peixe e uma paleta para tintas em forma de mão.
Preço: 65 reais

Documentário Vida no Ventre

Uma produção reveladora que mostra o útero materno e que consegue captar, em primeiro plano, as mudanças e as sensações experimentadas pelo feto.

Longo, mas vale muito a pena e o melhor: em português.


O teste das fraldas

O teste das fraldas

Ao completar 2 anos e meio, uma criança terá usado até 5 000 fraldas
descartáveis. No bolso dos papais, isso significa um gasto entre 1 450
e 4 400 reais. Apesar de os ambientalistas torcerem o nariz para
elas - porque levam cerca de 450 anos para se decompor na natureza -,
essas fraldas são o que há de mais prático e confortável para os bebês.


Anna Paula Buchalla
abuchalla@abril.com.br

Lailson Santos
NOITES BEM-DORMIDAS
Paula, de 1 ano e 3 meses, passou a dormir melhor desde que sua mãe, a administradora de empresas Juliana Castro Paes de Barros, de 36 anos, achou a fralda ideal. Ela testou vários modelos até encontrar um que impedisse vazamentos sem irritar a pele da menina


Mas, em geral, é preciso testar vários modelos e marcas até chegar à fralda que melhor se adapte à anatomia do filhote. Há diferenças significativas entre as fraldas descartáveis. É o que revela um estudo técnico comparativo feito a pedido da Pro Teste, entidade de defesa do consumidor. Foram avaliados nove modelos de tamanho médio das marcas Pampers, Turma da Mônica, Johnson’s Baby, Pom Pom e Sapeka. No teste, "bebês robôs" dos sexos masculino e feminino em movimento, sentados, em pé e deitados de frente, de lado e de costas eliminaram urina sintética na mesma quantidade, frequência e velocidade de uma criança entre 2 e 8 meses. Ficou claro que alguns modelos são mais indicados para meninos e outros para meninas - por questão de anatomia. Quando o assunto é ventilação, nota baixa para quase todas. A maioria das fraldas não permite a respiração da pele do bebê. "Quanto mais leve e fina, mais confortável é a fralda", diz Marina Jakubowski, química da Pro Teste.

Absorção
Como deve ser: uma fralda eficaz deve absorver 250 mililitros sem vazar. Durante o dia, quando as trocas são mais frequentes, a capacidade de 200 mililitros é suficiente. Mas, à noite, o ideal é que a absorção seja um pouco maior, para não atrapalhar o sono do bebê nem molhar o colchão do berço
O que o teste apontou: durante o dia, todas as fraldas foram aceitáveis para as meninas - cujo jato de urina é centralizado. Já para os meninos (que fazem xixi para cima, para baixo e para todo lado), alguns modelos se mostraram ineficientes antes mesmo de atingir 164 mililitros. Mediu-se o volume de urina absorvido até a fralda vazar

Fotos divulgação

Assaduras e alergias
Como deve ser: a fralda deve permitir que a pele "respire". Quando isso não acontece, o calor e a umidade favorecem a ação de fungos e bactérias que causam problemas dermatológicos
O que o teste apontou: apenas uma marca se mostrou eficaz nesse quesito. Mais fina que as demais, é também a que apresenta o toque mais suave. As outras permitiram apenas uma pequena ou nenhuma entrada de ar
A melhor do teste:
Pampers Total Confort - Por seu material, foi a única que realmente deixou o ar circular internamente. Depois da avaliação, a fralda se mostrou mais seca que as outras

Conforto
Como deve ser: leve e fina
O que o teste apontou: a maioria das fraldas tem em torno de 25 gramas, mas algumas chegam a pesar 32 gramas, ou seja, 30% a mais do que a média. A espessura também varia bastante. A mais grossa do teste, por exemplo, tem quase o dobro de espessura da primeira colocada

As melhores do teste
Pampers Total Confort: 25,4 gramas e 7,9 milímetros de espessura
Pampers Supersec: 23,2 gramas e 9 milímetros de espessura
Pom Pom Top Confort: 27,8 gramas e 10 milímetros de espessura

Preço*


A mais barata:
Sapeka Azul.
O pacote com 24 unidades custa entre 6,98 e 9,90 reais. O valor da unidade varia entre 29 e 41 centavos
A mais cara: Pampers Total Confort.
O pacote com trinta unidades custa entre 18,50 e 26,40 reais. O valor da unidade varia entre 62 e 88 centavos

O que o teste apontou:
1) A quantidade de fraldas nas embalagens varia de uma marca para outra, o que pode induzir os pais ao erro. O que conta mesmo é o preço de cada unidade, que se obtém dividindo o preço pelo número de fraldas
2) É preciso ter sempre em mente o peso da criança e verificar, na embalagem de cada produto, qual o tamanho adequado a ela. O tamanho médio de uma marca pode ser equivalente ao pequeno de outra. Fraldas de tamanho menor são em geral mais baratas
3) Como a eficácia das fraldas varia para meninos e meninas, é importante fazer testes. Uma vez encontrado o melhor modelo, a economia pode ser de até 700 reais em um ano
4) É importante pesquisar preços. Algumas marcas, por exemplo, são mais baratas nos hipermercados. Outras custam menos nas drogarias

* Valores coletados em doze cidades brasileiras em novembro de 2009


Veja Edição 2154 / 3 de março de 2010